Baixe o aplicativo  INTERPRESS MOTOR para seu iPhone / iPad Adicionar aos favoritos Recomende a um amigo Faça deste site sua página inicial
Lançamento
Opinião
Reportagem
Galeria de fotos
Notícias
Blog do Luís Perez
Manutenção
Vídeos
Caminhões e ônibus



Papel de parede
Jogos

Shopping









REPORTAGEM
27/05/2009 - 08h37 Bookmark and Share
AVALIAÇÃO INTERNACIONAL
C3 Picasso é a vingança das formas quadradas
Dirigimos o modelo que a Citroën fabricará no Brasil em versão aventureira
por LUÍS PEREZ, enviado especial a Paris
Dizem que tendências de moda e design costumam apresentar movimentos pendulares. Equivale a garantir que algumas velharias que estão no fundo do seu guarda-roupa desde o início dos anos 90 um dia voltarão a ser usadas, muito embora alguns insistam para que você jogue tudo
no lixo.

Pois é. Há uma década e meia, estavam na crista da onda as formas arrendondadas. Exemplo disso foi a coqueluche que era o desenho do antigo Chevrolet Corsa, todo redondinho, lançado em 1993. Mais ou menos na mesma época, a Volkswagen aproveitava a deixa para estampar em jornais um anúncio sobre a volta do Fusca, em que afirmava: "Não disseram que a tendência são formas arredondadas?". Pois veio a onda das minivans, nos anos 2000, seguida pela dos compactos premium, e a discussão redondo/quadrado deu uma esfriada.

Até agora ninguém havia trazido à baila esse antagonismo nas formas de carroceria. Até agora. Em outubro de 2008, a maior atração da Citroën no Salão de Paris foi o modelo Citroën C3 Picasso, misto de hatchback e minivan. Nas propagandas francesas, bem como no material de divulgação, o modelo é apresentado como "spacebox", "magicbox" ou como uma espécie de bolha – mais apropriado é chamá-lo de cubo.

Chegou para mexer com o imaginário das pessoas – quem na infância nunca teve ou sonhou ter uma imensa caixa para, dentro dela, viver em um mundo próprio, mágico? Assim é o C3 Picasso, que será fabricado no Brasil em uma versão "off-road light" a partir de 2010, segundo antecipamos na época do salão (leia aqui). Mais do que assumir, o modelo tira proveito do caráter "quadradinho".

Citroën C3 Picasso - foto Luís Perez

Citroën C3 Picasso - foto Luís Perez
O C3 Picasso que dirigimos na França na versão 1.4 16V de 95 cv

Galeria de fotos Confira mais de 30 fotos na galeria.

Esse detalhe importa menos na medida em que vão se descobrindo no carrinho – a versão avaliada nem foi uma das top de linha; a unidade era uma Confort, com motor 1.4 16V de 95 cv (cavalos) – uma série de soluções engenhosas, pensadas em detalhes, bem como a prova de que veículo compacto e não necessariamente de versão top também pode ser muito bem equipado.

Seu formato propicia a incorporação de uma grande área envidraçada, capaz de concentrar o máximo de luminosidade e de espaço interno sem precisar ser grande por fora – mede 4,08 metros de comprimento, 1,73 m de largura e 1,62 m de altura. Interpress Motor o avaliou em um tour na França, não só em Paris, mas em uma viagem de mais de 2.000 quilômetros, que incluiu cidades da Bretanha, da Normandia e do Vale do Loire.

Aliás, se o ex-jogador de basquete Oscar afirma que, para ser tão bom no esporte, é preciso dormir com a bola, já adianto uma experiência no mínimo inusitada com o C3 Picasso. Sem reserva prévia em hotéis entre Mont Saint Michel e Saint Malo, com tudo, absolutamente tudo lotado, pude conferir o bom espaço interno do banco traseiro ao passar uma noite inteira dentro dele. Até serve, mas melhor é uma cama king size com um bom banheiro. Nas noites seguintes, tratei de garantir vaga mais cedo... O entreeixos é bastante interessante, 2,54 m, garantindo um bom espaço interno. Para quem viaja atrás, os assentos de 37 cm de altura também ajudam a abrir espaço para as pernas.

Voltando ao design externo: suas linhas são fluidas, apesar do estilo caixa, com faróis ligados a capô (as luzes repetidoras de seta são integradas, formando uma espécie de sobrancelha), para-choque e para lama. Aliás, tão ligado é o pára-choque, que avança sobre o capô para abrigar o duplo chevron e a inscrição "Picasso", que dá a impressão de que o carro não tem para-choque. Na traseira as lanternas são elevadas e aí sim, há um para-choque preto. Na tampa, sob os chevrons, também há cromados.

Vista de lado, a nossa bolha quadrada (parece a reta curva criada por um famoso narrador esportivo...) evidencia um segredinho para eliminar um problema de alguns monovolumes: o ponto cego formado entre o para-brisa e o vidro lateral dianteiro. A união desses dois pontos traz uma janelinha, que amplia consideravelmente o campo de visão, a luminosidade e, por que não dizer, a segurança a bordo. Segundo a Citroën, a área total envidraçada pode chegar a 4,52m² se o carro vier com teto solar panorâmico, opcional que não existia (também não havia rack de teto) na unidade testada.

Em que pese a variedade de automóveis disponíveis na Europa, o C3 Picasso destoa na paisagem e, por onde passa, ainda atrai olhares dos franceses, curiosos com a novidade. Durante esses dias, vi poucos exemplares nas ruas (mais exatamente, três, sendo uma em Paris, uma em Saint Malo e uma na estrada, perto de Nantes).

Citroën C3 Picasso - foto Luís Perez
Vista do painel: câmbio integrado e saídas de ar "quadradinhas"

Por dentro chama a atenção o bom nível de equipamentos. Para começar, o banco que naquela noite fez as vezes de cama desliza 15 centímetros sobre um trilho, permitindo ampliar, ao gosto do cliente, o volume do porta-malas, que em condições normais é de 500 litros, chegando a 1.506 litros com o banco traseiro, que é fracionado 1/3 e 2/3, deitado. Objetos compridos, de até 2,41 m, podem ser transportados deitando o encosto do assento do passageiro dianteiro. Os comandos de modularidade são extremamente fáceis de lidar, mesmo por pessoas com pouca (ou quase nenhuma) habilidade manual.

Sentado em posição elevada, o motorista tem à disposição todas as informações úteis à condução, em um conjunto de mostradores posicionados mais ao centro do painel. Em uma telinha translúcida, é possível conferir velocidade, giro do motor, quilometragem, bem como dados do controlador e do limitador de velocidade (acionados por um comando integrado à esquerda da coluna de direção).

Mais ao centro, há os dados do rádio (e toca-CDs) e do computador de bordo, bem conhecidos dos brasileiros, acionados por um comando semelhante ao do controlador, mas na mão direita. Mais à direita, também sobre o painel, há as luzes de advertência (óleo, luz da seta, ABS, essas coisas...). Não, o miolo central do volante não é fixo (lembre-se, isso é da família C4...). Mas o volante traz costuras extremamente bem acabadas.

Sua alavanca do câmbio vem integrada ao painel. No console central, acima do rádio, há os comandos para desligar o ESP (controle de estabilidade), o som do sensor de estacionamento (no caso, traseiro) e a trava central. Os comandos do ar-condicionado, automático de duas zonas (as saídas de ar são também quadradinhas, imitando aço escovado), permitem regulagem na posição "Mono", quando o motorista está sozinho, por exemplo, colocando os dois lados com a mesma temperatura. Com a tecla desapertada, motorista e passageiro fazem a regulagem mais conveniente. Ao lado do botão do pisca-alerta, outro mimo: um curioso porta-cartões.

Sob a alavanca de mudanças, mais pertinho da do freio de mão, há um par de tomadas de 12 volts. Ops, não são tomadas de 12 volts. A da esquerda é, mas a da direita abriga uma entrada para conector e cabo USB (para ouvir suas músicas, basta encaixar seu MP3 player e selecionar no rádio "saída auxiliar").

No batente interno das portas, um tecido colorido (no caso, azul) segue a cor do veículo, uma chamativa Blue Belle (custa 420 euros como opcional). No Brasil esse tipo de tecido colorido já foi colocado na multivan Berlingo (lançada em 1998) e não agradou muito. Nos vidros laterais traseiros, há uma tela de proteção embutida, presente em minivans de categorias mais elevadas (e providencial para proteger do sol). Não faltam porta-objetos, tanto nas portas quanto no console central. O próprio painel traz baias que na viagem se transformaram em porta-moedas.

Mesinhas tipo avião, com luz

No banco de trás, além de um porta-objetos embutido no centro, os passageiros têm à disposição mesinhas tipo avião, com direito a uma luzinha que pode ser acionada ou desligada por um botão. Por fim, outro item ainda raro no Brasil (só presente em modelos mais caros ou importados): sistema Isofix para fixação de cadeirinha de criança, que torna muito mais rápida e prática sua colocação. Para vigiar os pequenos, há no teto, logo acima do retrovisor interno, um espelho convexo (isso existe em alguns C3 no Brasil).

Conduzir o C3 Picasso não é nada cansativo. Longe de ser um esportivo, o modelo oferece uma boa agilidade, apesar de o motor ser 1.4, com um bom nível de ruído (para ajudar, os vidros das janelinhas laterais dianteiras e janelas das portas dianteiras têm espessura de 3,85 milímetros, contra 3,15 mm normalmente oferecidos). Os engates do câmbio são precisos e outro destaque positivo é o torque (força) de 13,78 kgfm a 4.000 rpm, interessante para condução na cidade, com direito a superar com desenvoltura lombadas em terceira marcha.

A versão prefere a economia ao desempenho. Dados de fábrica dão conta de que a aceleração de 0 a 100 km/h acontece em 12,2 segundos (compatível com a motorização), com velocidade máxima de 178 km/h, enquanto o consumo de gasolina é de 10,87 km/l na cidade e de 17,86 km/l na estrada. Sim, pelo tanto que rodou, o modelo fez bonito.

Manobrar é muito fácil. Além do já citado sensor de estacionamento, o veículo vem com direção elétrica variável de acordo com velocidade e ângulo do volante. O que para alguns carros seria preciso dar ré, no C3 Picasso tudo fica mais fácil graças ao raio de manobra reduzido, de 10,6 m.

O sistema eletrônico ESP (que integra o comando antipatinagem ASR) é um opcional presente no C3 Picasso testado. De série, o modelo traz freios com sistema ABS (antitravamento), REF (repartidor eletrônico de frenagem) e AFU (assistência à frenagem de urgência). Caso se pise no freio repentinamente, o pisca-alerta é acionado automaticamente.

Nas curvas o modelo gruda no chão e responde prontamente a todos os comandos do motorista. A suspensão dianteira é do tipo pseudo-McPherson, com barra anti-inclinação. O eixo traseiro é bastante rígido, para garantir firmeza. Só traz um incômodo característico das minivans: na estrada, por ação de vento lateral ou pela resistência do ar ao passar por outro carro, ele balança um pouco.

Para quem busca segurança, não faltam airbags. Para o motorista, há de série uma bolsa de ar frontal. Dependendo do país em que é comercializado, vem também com um airbag lateral com coluna de direção retratável, para a proteção de joelhos e tíbias. Há ainda airbags laterais e tipo cortina integrado ao teto (a unidade testada tinha todos os seis possíveis).

Com o C3 Picasso, cuja versão europeia é fabricada a unidade eslovaca da PSA em Trnava a uma escala prevista de 110 mil por ano, a Citroën desafia todos os que exorcizavam as formas quadradinhas. Bem que poderia ser vendida no Brasil, onde será fabricada em Porto Real (RJ), em uma versão que não a aventureira. Iria agradar bastante, muito embora dificilmente chegue tão bem equipada a um preço competitivo. De qualquer forma, o C3 Picasso não deixa de ser uma caixinha de (boas) surpresas.

FICHA TÉCNICA
Citroën C3 Picasso

Motor: dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, 16V, a gasolina, 1.397 cm³ de cilindrada
Potência: 95 cv a 6.000 rpm
Torque: 13,78 kgfm a 4.000 rpm
Direção: elétrica
Câmbio: manual, de cinco velocidades
Suspensão: dianteira tipo pseudo-McPherson, com braços inferiores triangulados; traseira com eixo de torção e travessa deformável
Freios: a disco nas quatro rodas, com ABS, REF e AFU de série (ESP opcional)
Dimensões: 4,08 m de comprimento; 1,73 m de largura; 1,62 m de altura; 2,55 m de entreeixos
Peso: 1.259 kg
Tanque: 50 litros
Porta-malas: 500 litros
Preço: 14.995 euros (cerca de 17 mil euros a versão avaliada)

leia mais LEIA TAMBÉM: Paris quer criar 18 mil vagas para motos.

leia mais Avaliamos o novo Ford Fusion 2010.

leia mais Fiat reformula preços e versões do Linea 2010.

leia mais Feriados paralisam mercado de usados em abril.

leia mais Novo Ford Fusion custa a partir de R$ 84.900.

leia mais Confrontamos Citroën C4 Pallas e Honda Civic.

leia mais Volkswagen lança 3 importados de uma vez.

leia mais Fiat já fala em levar 500 e Alfa Romeo aos EUA.

leia mais Dirigir o Mille Economy é praticar o desapego.

leia mais 
Land Rover Defender importado em expedição ao Jalapão.

leia mais 
Confira nossa avaliação da minivan Nissan Livina.

leia mais
 
Carros da Volvo têm bônus de até R$ 45 mil.

leia mais Hatchback Nissan Tiida vira flex.

leia mais
 
Autogiro: mais uma lei que não vai pegar.

leia mais
 
Avaliamos o Mini Cooper, carro "de cinema".

leia mais Mini chega ao país a partir de R$ 92.500.

leia mais Troller T4 bate recorde histórico de vendas.

leia mais Prata é a cor de um terço da frota brasileira.

leia mais Repórter realiza sonho ao dirigir smart fortwo.

leia mais smart fortwo chama a atenção nas ruas.

leia mais Chevrolet lança plano de recompra garantida.

leia mais Prestes a ter cabine dupla, Strada vai ao México.

leia mais  Lançado informativo da imprensa automobilística.

leia mais  Brasileiro é novo presidente da Audi no país.

leia mais  Fiat lança versão EL do Siena, por R$ 28.900.

leia mais  Novo Nissan Livina custa a partir de R$ 46.690.

leia mais  Nacional, Mercedes CLC confirma vocação esportiva.

leia mais  Robusto, mas bonito, Symbol parte de R$ 41.190.

leia mais  Avaliação: como roda o Citroën C4 hatch.

leia mais  Fiat Punto T-Jet de 152 cavalos chega por R$ 59.500.

leia mais  Renovado, Vectra GT parte de R$ 56.034.

leia mais
 Honda Fit e Chevrolet Meriva em duelo de minivans "históricas".

leia mais Citroën C4 hatch começa a chegar às lojas.

leia mais Volkswagen New Beetle vira "cult do cult".

leia mais Tire dúvidas sobre o funcionamento do airbag.

leia mais Nos EUA airbags já salvaram a vida de 14 mil pessoas.

leia mais Volkswagen lança série Route da SpaceFox.

leia mais Dirigimos o conceito elétrico FCC II, da Fiat.

leia mais Vectra Next Edition 2.0 traz 12 cavalos a mais.

leia mais Eos já é vendido no site da Volkswagen.

leia mais Porsche mostra interior do cupê Panamera.

leia mais SsangYong ganha mais tempo para se reerguer.

leia mais Volvo tem novo presidente na América Latina.

leia mais Confira fotos de "A Renault de Doisneau".

leia mais Na Europa, Renault reestiliza o Clio.

leia mais Captiva Ecotec chega às lojas por R$ 86.990.

leia mais Confira a avaliação do Chevrolet Captiva Ecotec.

leia mais Focus é eleito "o" lançamento de 2009.

leia mais Leitor flagra picape Peugeot 207.

leia mais Mitsubishi realiza recall do utilitário Outlander.

leia mais Morre João Amaral Gurgel, aos 82 anos.

leia mais Fernando Calmon conta a trajetória da Gurgel.

leia mais Estilo jovial é marca da Citroën C4 Picasso.

leia mais Volvo XC60 traz dispositivo que evita colisão.

leia mais Avaliamos a Peugeot 207 Escapade.

leia mais Honda já vende Civic 2009, com mudanças.

leia mais InterBlog: Flagrado crossover Peugeot 3008.

leia mais Parar em vaga de idoso ou deficiente dá multa.

leia mais
 Jaguar lança motor diesel no luxuoso XF.

Galeria de fotos Confira galeria de fotos Mercedes-Benz SLK 200 Kompressor.

leia mais Avaliamos a van Transit, lançada pela Ford.

leia mais Vectra reestilizado é flagrado em SP.

leia mais Andamos no EcoSport 2.0 Flex.

leia mais
 
Avaliamos o novo Troller T4 "by Ford".

Galeria de fotos
 Confira primeiras fotos do Porsche Panamera aqui.

Galeria de fotos Veja galeria de fotos do novo Ford Fusion aqui.

leia mais SW4 2009 custa a partir de R$ 154.100.

leia mais Tire suas dúvidas sobre blindagem de veículos.

leia mais
 Vendas de motos caem 9,4% em outubro.

leia mais Confira a avaliação do novo VW Gol.

Galeria de fotos Confira o Chevrolet Captiva na galeria de fotos.

leia mais Sonho de ter um Mercedes Classe C está mais perto.

leia mais Quer um carrão no seu micro? Clique aqui

leia mais Seja parceiro comercial de Interpress Motor em 2009. Clique aqui e solicite sua proposta.

leia mais Fique por dentro dos últimos lançamentos clicando aqui.

leia mais Compare preços no Shopping Interpress Motor.

leia mais Quer receber o boletim de Interpress Motor? Cadastre-se


voltar
Carpress | Shopping | Expediente
© 2006-2014 Carpress - Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução de conteúdo deste site em qualquer meio
de comunicação, impresso ou eletrônico, sem autorização por escrito
Desenvolvido por AD&R Web