Baixe o aplicativo  INTERPRESS MOTOR para seu iPhone / iPad Adicionar aos favoritos Recomende a um amigo Faça deste site sua página inicial
Lançamento
Opinião
Reportagem
Galeria de fotos
Notícias
Blog do Luís Perez
Manutenção
Vídeos
Caminhões e ônibus



Papel de parede
Jogos

Shopping









REPORTAGEM
07/11/2008 - 15h23 Bookmark and Share
SERVIÇO
Tire suas dúvidas sobre blindagem de carros
Engenheiro de blindadora que está no salão esclarece principais pontos
da Redação
Quem pretende adquirir um carro blindado para proteger a si e à sua família sempre tem inúmeras dúvidas: como escolher o blindado e a blindadora? Blindado usado é mau negócio? Contra que tipo de armas estou protegido? Que tipo de blindagem é o mais comum? Posso acompanhar o processo de blindagem?
Quem responde a essas e outras perguntas sobre o tema é o engenheiro Rogério Garrubbo, diretor da Concept Blindagens, primeira blindadora nacional a obter certificação do Cesvi (Centro de Experimentação e Segurança Viária), uma espécie de ISO 9002 das blindadoras, um setor que tem, segundo o executivo, muitas empresas pouco idôneas.

Confira a seguir perguntas e respostas sobre o tema.

> Quero ter um carro blindado. Por onde devo começar?
Se sua idéia é adquirir um automóvel zero-quilômetro para mandar blindar, é preciso escolher a blindadora com muito cuidado. Uma vez com indicações nas mãos, pesquise a documentação específica do estabelecimento – se ele tem certificações no Exército, na Polícia Civil, que materiais são utilizados na blindagem, se eles são testados e aprovados.

Apenas com todas as formalidades cumpridas à risca você poderá, ao final do processo, obter o certificado de registro e fazer seguro do seu veículo. Se no momento em que você pedir algum documento a pessoa começar com um "veja bem...", é um mau sinal.

Um bom referencial para a escolha é o Cesvi (Centro de Experimentação e Segurança Viária), que começou a certificar empresas de blindagem de qualidade, uma espécie de ISO-9002 do segmento. Uma vez verificada a documentação, vale a pena visitar as blindadoras pré-selecionadas. Não se contente com o showroom. Exija uma visita à oficina. Peças espalhadas pelo chão e funcionários de bermuda, calça jeans ou chinelos são um péssimo sinal. É imprescindível conversar com o engenheiro responsável pelo processo e conhecer a empresa pessoalmente. Muita gente compra gato por lebre e fica feliz, achando que fez o melhor negócio.

> É melhor blindar um carro novo, um usado ou já adquirir um veículo blindado?
A resposta depende da condição econômica. Quem estiver se apertando demais para adquirir um blindado, deve pesquisar no mercado de seminovos, pois há excelentes opções, com relação custo-benefício bastante interessante. Essa situação só é complicada para quem faz questão de andar em um zero-quilômetro. A maior diferença entre a blindagem feita hoje e a de cinco anos atrás está no peso, que ficou 50% menor nos últimos tempos.

> Quanto pesa uma blindagem? É verdade que faz muita diferença no desempenho do carro?
Não, principalmente se levado em conta que não se costumam blindar automóveis pouco potentes, os famosos 1.0, por exemplo. De fato, não é recomendável blindar um veículo de potência inferior a 90 cavalos. Uma blindagem pesa em média 200 kg, o que o peso de três homens adultos supera tranqüilamente. As blindagens mais leves aplicadas a sedãs médios pesam em torno de 170 kg.

O menor veículo que se pode blindar hoje no Brasil é uma picape pequena, como a Fiat Strada. Nesse caso, o peso ficará em cerca de 110 kg. Em relação a preço, uma blindagem de primeira linha em um carro médio custa R$ 56 mil. Se a blindadora cobrar menos de R$ 48 mil, alguma coisa está errada. Pode ser a proteção ou mesmo a documentação. Afinal, ninguém faz milagres.

Estande Concept Blindagens no salão - foto Divulgação
Raio-X de blindagem de porta apresentado no Salão de SP

> Posso visitar a oficina para saber como meu carro está sendo blindado?
Não só pode, como deve. Transparência faz parte do processo. Converse com o engenheiro responsável, questione sobre a procedência e a marca dos materiais empregados (aramida e vidro), verifique o carro por dentro.

> Dos vários níveis de blindagem que existem, qual é o recomendado para mim?
O nível mais utilizado no mercado é o IIIA. É o que suporta em geral todos os disparos efetuados por armas de mão – ou seja, dificilmente será necessário mais do que isso em uma situação normal de violência urbana. Há outros níveis menores, mas a relação custo-benefício não compensa. O nível II, por exemplo, até oferece uma segurança satisfatória, mas a diferença de preço é de apenas 3% e o veículo perde muito mais depois, no valor de revenda. Esse nível mais baixo é arriscado em caso de ataque intensivo, com tiros muito próximos um do outro. A economia que se faz não vale o risco.

> Qual é a garantia que as blindadoras geralmente dão à blindagem e aos vidros?
A garantia padrão é de três anos. Em alguns casos, como o da Concept Blindagens, essa garantia pode ser estendida por até dois anos, após uma inspeção detalhada no terceiro ano de blindagem. No momento em que o carro é entregue, o cliente recebe da blindadora toda a documentação legal, além de um manual, que é uma espécie de livreto de garantia que traz desde informações técnicas da blindagem até instruções para uso de itens como a sirene, por exemplo.

Estande Concept Blindagens no salão - foto Divulgação
Pajero Full em processo de blindagem apresentado no salão

> Antes de blindar um usado, convém fazer uma revisão geral no veículo?
É obrigação de uma boa blindadora ter um check-list extremamente detalhado a ser feito no futuro blindado. Isso ocorre porque, se o carro tiver algum problema – e isso pode acontecer até em um zero, não apenas no usado –, a culpa muito provavelmente será colocada na blindagem.

> No que consiste a blindagem de um veículo?
Resumidamente, em proteger o automóvel nas grandes extensões opacas e cuidar para que haja intersecções nesses espaços, com proteção de "overlaps" que garantam que nenhum disparo vá atingir os ocupantes da cabine. Na parte opaca, a proteção é feita pela aramida (que tem como nomes comerciais Kevlar ou Twaron), material usado também na produção de coletes à prova de balas e na indústria aeroespacial.
O vidro, por sua vez, é um composto de policarbonato, enquanto os "overlaps" são de aço. Fala-se muito em "overlaps" como sendo apenas no espaço entre porta e carroceria, mas é muito mais do que isso. Ele se refere a qualquer sobreposição, qualquer emenda, seja nos vidros das portas, no teto ou mesmo por dentro, entre as proteções de aramida.

> Quanto tempo demora um processo de blindagem?
De 20 a 35 dias úteis. Caso queira ver seu automóvel sendo blindado, o ideal é visitar a blindadora exatamente na metade do processo.

> Como identifico uma blindagem bem-feita?
Para começar, não deixe para examiná-la ao final do processo. O que não faltam no mercado são casos em que o acabamento é perfeito, mas com blindagem que deixa muito a desejar. Bons acabamentos podem camuflar blindagens ruins. Pode parecer estranho ver seu carro todo desmontado. Mas vai valer a pena e lhe proporcionará maior segurança.

> Um automóvel blindado fica mais ou menos seguro em caso de colisão?
Em tese, fica mais seguro. Mas não existem testes conclusivos para validar essa hipótese. A segurança maior é proporcionada pela preservação das regiões de deformação do veículo (o que uma boa blindagem mantém) e pelo reforço no cockpit. A Concept tem alguns procedimentos importantes no tocante à segurança. A empresa não realiza, por exemplo, blindagens em veículos que não sejam equipados com airbag.

Estande Concept Blindagens no salão - foto Divulgação
Estande da Concept Blindagens no Salão de São Paulo

> Que cuidados devo ter para conservar a blindagem, em especial os vidros?
O tempo não costuma comprometer a blindagem em sua área opaca. Mas, no caso dos vidros, é preciso tomar cuidado em relação à conservação. Eles não devem ser limpos por dentro com derivados de petróleo, pois esse tipo de material pode estragá-los.
Podem ocorrer ainda trincas nos vidros, causadas por três fatores: impacto (de uma pedra, por exemplo), choque térmico (levar a um lava-rápido um veículo exposto muito tempo ao sol) e torção na carroceria (é preciso ter cuidado com lombadas e valetas). Com o tempo, o vidro também delamina (aparecem bolhas de ar esbranquiçadas). Se isso começar a ocorrer, vale levar à blindadora para verificar se não houve perda de eficácia na blindagem.

> Qual é o perfil de um usuário de carro blindado?
Na Concept, a maioria das blindagens é realizada em veículos de profissionais liberais e para corporações. Pesquisa realizada pela Abrablin (Associação Brasileira de Blindagem) no entanto, aponta que 71% são homens e 29%, mulheres. No caso deles, a maior concentração (26%) está na faixa etária dos 25 aos 29 anos, enquanto para elas a maior parte (30%) fica entre as que têm 40 e 49 anos.
Dos blindados em geral, 63% são para executivos ou empresários, 12% para político, 8% para artistas e 5% para juízes. Os carros mais blindados são Toyota Corolla, Chevrolet Vectra, Toyota Hilux e Volkswagen Passat.

> Basta blindar o automóvel para sair tranqüilo às ruas?
Não, uma vez que ninguém sabe ao certo que reação terá no caso de uma abordagem. Não faltam histórias (verídicas ou não) de pessoas que acabaram abrindo a porta por se esquecer de que estavam em um blindado. É interessante realizar um curso de direção evasiva, promovido por algumas marcas de automóveis ou mesmo escolas especializadas.

Galeria de fotos Confira imagens do Salão de SP na galeria de fotos.

leia mais LEIA MAIS: Conheça os modelos que estão no Anhembi.

leia mais Confira endereços, horários e preços do salão.

leia mais Tire as suas principais dúvidas sobre a mostra.

leia mais LEIA TAMBÉM: Honda Fit muda para se manter no topo.

leia mais James Bond virá lançar a Aston Martin.

leia mais Citroën C4 Pallas tem câmbio automático grátis.

leia mais Ford revela primeiros detalhes do Mustang 2010.

leia mais Toyota admite fim da perua Fielder.

leia mais Toyota Hilux a gasolina parte de R$ 79.600.

leia mais Citroën C4 hatch começa pré-venda na Argentina.

leia mais Ford Edge canadense busca consumidor de "novo luxo".

leia mais Versões básicas do Siena ganham direção hidráulica

leia mais Citroën lança C4 Pallas com motor flex.

leia mais Ford "relança" o jipe nacional Troller T4.

leia mais Avaliação: Grand Vitara marca a volta da Suzuki ao país.

leia mais A cobertura de Interpress Motor em Paris.

leia mais C3 Picasso chegará ao Brasil como "off-road light".

leia mais Lançada a terceira geração do Renault Mégane.

leia mais Chevrolet apresenta Cruze em Paris.

leia mais Confira uma galeria de fotos dos carros em Paris.

leia mais Veja ainda imagens de beldades que desfilam no evento.

leia mais No InterBlog: curiosidades direto da cidade-luz.

leia mais Com Voyage, VW quer retomar liderança.

leia mais Internautas aprovam volta do nome.

leia mais Avaliamos o Renault Sandero Stepway.

leia mais Avaliamos o Citroën C3 automático.

leia mais Avaliamos o novo Fiat Linea.

leia mais GM anuncia 20 lançamentos até 2012.

leia mais Chevrolet Meriva traz motor 1.4 Econo.Flex.

leia mais Ford lança o novo Focus.

leia mais Confira galeria do novo Focus argentino.

leia mais Novo Gol provoca alvoroço nas ruas.

leia mais Confira a avaliação do novo VW Gol.

leia mais Fiat lança linha 2009 do Mille.

leia mais Avaliamos o novo Chevrolet Captiva.

Galeria de fotos Confira o Chevrolet Captiva na galeria de fotos.

leia mais Strada Adventure Locker custa R$ 47.100.

leia mais Confira avaliação do crossover Dodge Journey

leia mais Baixe o novo Ford Ka europeu no seu computador

leia mais Palio Adventure Locker chega por R$ 53.850.

Galeria de fotos Confira belas imagens de carros na galeria de fotos.

leia mais Sonho de ter um Mercedes Classe C está mais perto.

leia mais Quer um carrão no seu micro? Clique aqui

leia mais Seja parceiro comercial de Interpress Motor em 2009. Clique aqui e solicite sua proposta.

leia mais Fique por dentro dos últimos lançamentos clicando aqui.

leia mais Compare preços no Shopping Interpress Motor.

leia mais Quer receber o boletim de Interpress Motor? Cadastre-se.

voltar
Carpress | Shopping | Expediente
© 2006-2014 Carpress - Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução de conteúdo deste site em qualquer meio
de comunicação, impresso ou eletrônico, sem autorização por escrito
Desenvolvido por AD&R Web