Baixe o aplicativo  INTERPRESS MOTOR para seu iPhone / iPad Adicionar aos favoritos Recomende a um amigo Faça deste site sua página inicial
Lançamento
Opinião
Reportagem
Galeria de fotos
Notícias
Blog do Luís Perez
Manutenção
Vídeos
Caminhões e ônibus



Papel de parede
Jogos

Shopping









REPORTAGEM
31/01/2008 - 10h38 Bookmark and Share
FORA DO EIXO
Honda investe R$ 43 mi em Pernambuco
Empresa finca bandeira no Nordeste com treinamento e armazém de peças
por LUÍS PEREZ, de Recife (PE)

Que o crescimento acelerado está longe do eixo Sul-Sudeste, todos concordam. Se existem regiões em que a indústria automotiva vê suas vendas aumentar a taxas impressionantes, elas respondem pelos nomes de Norte, Nordeste e Centro-Oeste. A Honda fabrica motos em Manaus (AM) e carros em Sumaré (SP). Para fortalecer sua presença no Nordeste, inaugurou recentemente três unidades em Pernambuco – a última delas, uma pista para testes de motos off-road, em dezembro de 2007.

Desde o final de 2006 já funcionavam também os Centros de Treinamento de Serviços e o de Pilotagem com Segurança, os dois em Recife (PE), além do Centro de Distribuição de Peças de Reposição, localizado em Jaboatão dos Guararapes, cidade da região metropolitana de Recife. A marca japonesa investiu R$ 43 milhões nas unidades – R$ 18 milhões no centro de distribuição e R$ 25 milhões nos centros de treinamento e de pilotagem com Segurança.

Centro de Treinamento da Honda - foto Caio Mattos/Divulgação
Fachada do centro de treinamento da Honda em Recife (PE)

Com o centro de distribuição, responsável por um quarto das vendas da montadora no país (por ano movimenta 21 milhões de peças), por exemplo, as peças de reposição demoram de um a quatro dias para chegar a Estados mais distantes, como o Maranhão. Hoje esse prazo é de no máximo quatro dias (ou seja, reduziu pela metade). Para Recife e sua região metropolitana (são dez cidades), as distribuições ocorrem duas vezes por dia, de manhã e à tarde.

Nos centros de treinamento, há entre as atividades cursos voltados aos profissionais da rede de concessionárias. No centro de pilotagem, por sua vez, o objetivo é formar instrutores de concessionárias e difundir os conceitos de pilotagem consciente entre os motociclistas. Preparado para receber mais de 150 profissionais por dia, o Centro de Treinamento de Serviços, ou CTS de Recife, é responsável por levar à região conhecimento técnico dos produtos Honda, que incluem, além de automóveis e motos, produtos de força, como motores de popa.

Cross-test - foto Caio Mattos/Divulgação
Pista de motocross da marca japonesa, inaugurada em dezembro

Seguindo os mesmo moldes do CTS de Sumaré, que tem mais de dez anos, a unidade realiza treinamento para funcionários das concessionárias, com aulas práticas e teóricas de reparação mecânica, elétrica, diagnósticos de defeitos e manutenção. O CTS de Recife também é responsável pelo desenvolvimento de projetos sociais com jovens da comunidade local. Desde o início de suas atividades em Pernambuco, a unidade realiza cursos profissionalizantes de mecânica automotiva, levando nova perspectiva profissional a essas pessoas.

Já o centro de pilotagem tem como objetivo aproximar o público regional do conceito de pilotagem com segurança. A inspiração foi a bem-sucedida experiência de Indaiatuba (SP), iniciada há dez anos. O CETH (Centro Educacional de Trânsito Honda) de Recife tem três áreas: uma de 700 m² , direcionada, entre outras funções, à realização de aulas teóricas, e um outro terreno, com 20 mil m², destinado à pista pavimentada para a aplicação da parte prática do curso – semelhantes às utilizadas pelo Detran (Departamento Estadual de Trânsito) para aplicar o famoso exame de moto.

Centro de distribuição de peças - foto Divulgação
Centro de distribuição reduziu à metade prazo de entrega de peças

Nesse local, os alunos aprendem técnicas como frenagem, slalon simples e duplo, bem como postura correta e nível de atenção. A maior e mais nova área, de 90 mil m² fica para a pista de terra, reservada à prática de pilotagem em vias não-pavimentadas, trilhas e motocross. Foi lá que Interpress Motor acompanhou a chegada dos pilotos que participaram do 21º Enduro-Rally Cerapió, realizado entre 23 e 26 deste mês, entre Fortaleza (CE) e Recife (PE).

Nessa estrutura, voltada exclusivamente ao setor de duas rodas, são realizados cursos para instrutores da Rede, órgãos governamentais e frotistas. Além disso, as instalações têm como foco a reciclagem de instrutores dos Centros de Formação de Condutores, moto-escolas e similares.

O jornalista Luís Perez viajou a convite da Honda


voltar
Carpress | Shopping | Expediente
© 2006-2014 Carpress - Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução de conteúdo deste site em qualquer meio
de comunicação, impresso ou eletrônico, sem autorização por escrito
Desenvolvido por AD&R Web