Baixe o aplicativo  INTERPRESS MOTOR para seu iPhone / iPad Adicionar aos favoritos Recomende a um amigo Faça deste site sua página inicial
Lançamento
Opinião
Reportagem
Galeria de fotos
Notícias
Blog do Luís Perez
Manutenção
Vídeos
Caminhões e ônibus



Papel de parede
Jogos

Shopping









REPORTAGEM
21/01/2008 - 15h20 Bookmark and Share
AVALIAÇÃO
Grand C4 Picasso surpreende pela tecnologia
Minivan de sete lugares chega bem equipada e deve custar cerca de R$ 90 mil
por LUÍS PEREZ, de Paris

Haja espera. Desde que foi apresentada, no Salão de Paris de 2006, os brasileiros vivem a expectativa da chegada ao mercado da minivan Citroën C4 Picasso, de sete lugares (o sexto e o sétimo assentos ficam embutidos no porta-malas). Problema que, da mesma forma que o sedã C4 Pallas tem feito sucesso por aqui – o modelo é fabricado na Argentina –, a C4 Picasso está demorando a chegar em razão da boa aceitação na Europa. Seu lançamento agora está previsto para abril.

Para satisfazer a curiosidade dos leitores, Interpress Motor foi à França e rodou cerca de 1.000 quilômetros com o modelo para esta avaliação. Ansioso para sair logo dirigindo a minivan pelas ruas de Paris, o repórter começa se atrapalhando com os comandos. Espelhos regulados, motor ligado, e o gentil profissional da Citroën que nos recebeu retorna para saber por que não partimos com o veículo. "Não encontro o freio de mão", digo. Não havia nada entre os bancos da frente (o que aliás libera um generoso espaço) nem ao alcance da mão esquerda (como em alguns modelos de picape). "Ah, o freio!? Não precisa. É só acelerar. Para frear, basta pressionar o pedal de freio durante alguns segundos", esclarece. Sim, com o câmbio na posição "N", de neutro. Tudo automático.
 
Citroën C4 Grand Picasso - fotos Luís PerezPegamos uma estradinha até Versalhes. Posição elevada de dirigir, típica das minivans, e muito conforto – bancos e volante de couro, comandos bem ao alcance das mãos... Após visitar o famoso castelo, ao retornar ao veículo, um susto. Nada de o carro dar a partida. "Será problema na bateria?" A tarde cai em Versalhes, embora fosse ainda cedo (por volta das 16h). Abrimos o compartimento sobre o painel (sim, há um desses do lado do motorista e outro do lado do passageiro, dois dos muitos porta-objetos úteis) e então começamos, com atraso, a fazer algo que deveria ter sido feito ainda na sede da Citroën: devorar o manual do proprietário – coisa que muito motorista despreza. Ah, o problema na partida era simples: a alavanca do câmbio deveria estar na posição "N"...

De qualquer forma, ler o manual é um santo remédio para aproveitar o que um automóvel oferece de melhor. No caso da Grand C4 Picasso na versão Exclusive (a que deve ir ao Brasil), não faltam equipamentos. Para começar, o volante tem miolo central fixo, algo já bem conhecido do brasileiro que já viu um C4 VTR ou um C4 Pallas. Uma haste ligada à coluna de direção faz as vezes de alavanca de câmbio (automático de quatro velocidades). Além de "R" (ré) e "N" (neutro), há um "A" (de automático) e um "M" (de manual). Nesta opção as trocas podem ser feitas por borboletas atrás do volante – ideal para quem gosta de controlá-las.

Galeria de fotos Confira mais imagens na galeria de fotos.

É possível conferir em que marcha está no centro do painel, onde há ainda velocímetro, indicador de nível de combustível, quilometragem (total e parcial) e rpm (rotações por minuto) por meio de um indicador ao mesmo tempo digital e de barras. Bem no centro dessa tela, um computador de bordo com navegador – extremamente útil, nos permitiu ir para qualquer lugar sem dificuldade alguma. Indisponível com tal recurso no Brasil, o equipamento ainda dava avisos a respeito de acidentes ou congestionamentos pelo caminho.

Ainda no volante havia os comandos do rádio, sem falar no controlador de velocidade. Ideal para casais que não se entendem quanto à temperatura ideal, os controles do ar-condicionado são individuais para motorista e passageiro dos bancos da frente, com ajuste digital (ou seja, basta regular a temperatura desejada). Quem viaja atrás também não vai mal. Tem também comando do ar-condicionado, sem falar em mesinhas tipo avião e DVD para assistir a seu filme predileto enquanto não se chega ao destino.

Vários outros detalhes ajudam a preservar a integridade de quem anda a bordo da Grand C4 Picasso. O repetidor de seta é integrado ao espelho retrovisor externo. Além disso, um botão no painel aciona o sensor de mudança de faixa, que funciona assim: quando você está em uma via a pelo menos 80 km/h e muda de faixa de rolamento sem sinalizar, o banco do motorista vibra para dar o aviso. Ideal para os "distraídos". Se o item fosse de série no Brasil, os bancos iam virar permanentes massageadores...

Vagas em Paris

Apesar de medir 4,59 metros de comprimento, estacionar o modelo é menos desafiador em razão dos sensores de estacionamento, presentes tanto na traseira quanto da dianteira. Desafio mesmo é achar vaga em Paris, onde os "reis da rua" são os veículos pequenininhos. Ao ter as portas trancadas pelo controle remoto, o carro automaticamente dobra os espelhos externos.

Equipada com motor 2.0 16V de 143 cv (cavalos), a Grand C4 Picasso proporciona a segurança necessária para trafegar tanto nas ruas quanto nas estradas – 130 km/h é a velocidade máxima na rodovia que leva a Bruges, na Bélgica, para onde demos uma fugidinha a fim de sentir melhor o veículo. Dados de fábrica indicam que a versão acelera de 0 a 100 km/h em 11,5 segundos e atinge 195 km/h de velocidade máxima, nada desprezível para um modelo de 1.560 kg, mas que carregado pode chegar a 2.240 kg.

Por falar em segurança, o modelo vem com sete airbags e, de série, itens que por aqui são luxo, como freios com sistema ABS (antitravamento), ESP (controle de tração), AFU (auxílio à frenagem de urgência, dispositivo que torna a parada mais eficaz), entre outros. Pelo que oferece, deve desembarcar no Brasil com um preço competitivo. A última versão dava conta de que iria custar aproximadamente R$ 90 mil. Pode ser até menos, pois o dólar vem caindo. Mas nem tanto, uma vez que a Xsara Picasso nacional top de linha sai por quase R$ 80 mil. A expectativa da Citroën é que haja, para a Grand C4 Picasso, mercado para algo entre 200 e 250 unidades por mês. Vale a pena aguardar para fazer um test-drive, mesmo que não se esteja numa temporada em Paris.


FICHA TÉCNICA

Citroën Grand C4 Picasso
Motor: dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, a gasolina, 16 válvulas, 1.997 cm³ de cilindrada

Potência: 143 cv a 6.000 rpm

Torque: 20,4 kgfm a 4.000 rpm

Câmbio: automático de quatro velocidades

Suspensão: dianteira McPherson com rodas independentes e braços inferiores triangulares; traseira de travessa deformável e amortecedores hidráulicos telescópicos

Freios: a disco nas quatro rodas, com sistemas ABS (antitravamento), ESP (controle eletrônico de estabilidade), ASR (sistema antipatinagem) e AFU (auxílio à frenagem de urgência)

Dimensões: 4,59 m de comprimento, 1,83 m de largura, 1,66 m de altura e 2,73 m de entreeixos

Tanque: 60 litros

Porta-malas: 208 a 1.951 litros (dependendo da configuração dos bancos)

Preço estimado: R$ 90 mil


leia mais LEIA TAMBÉM: 2008 está repleto de lançamentos.

leia mais Enquete: eleja o melhor hatchback médio do mercado.

leia mais Nissan traz versão mais barata da Pathfinder.

leia mais Interpress Motor lança sua "linha 2008".

leia mais Tata apresenta o Nano, carro mais barato do mundo.

leia mais Confira a avaliação completa do novo Ford Ka.

leia mais Novo Fiat Siena ganha "cara" independente do Palio.

leia mais Avaliamos o "carro de galã" Citroën C4 Pallas.

leia mais Seja parceiro comercial de Interpress Motor em 2008. Clique aqui e solicite sua proposta.

leia mais Fique por dentro dos últimos lançamentos clicando aqui.

leia mais Compare preços no Shopping Interpress Motor antes de comprar.

leia mais Quer receber o boletim de Interpress Motor? Cadastre-se aqui.


voltar
Carpress | Shopping | Expediente
© 2006-2014 Carpress - Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução de conteúdo deste site em qualquer meio
de comunicação, impresso ou eletrônico, sem autorização por escrito
Desenvolvido por AD&R Web