Shopping Interpress
OPINIO
LANAMENTO
REPORTAGEM
BUSCA
FALE CONOSCO
BOLETIM
SHOPPING
INTERBLOG
NOTCIAS








REPORTAGEM
AVALIAÇÃO
O melhor do Fit Flex é se esquecer de que ele é flex
Modelo pequeno custa a partir de R$ 46.575 e traz subtanque como o Civic
por LUÍS PEREZ

Divulgação
O Fit Flex chega em duas versões, que custam R$ 46.575 e R$ 50.405

O que mais se deve esperar de um automóvel flex a não ser que ele continue com o mesmo bom desempenho em relação à versão movida exclusivamente a gasolina? Feita essa primeira observação (que, admito, não é das mais inteligentes), vale a pena observar com atenção as versões 1.4 LX e 1.4 LXL do Honda Fit com transmissão manual, que ganharam não só o motor bicombustível, mas também o subtanque – se preferir, reservatório de partida a frio – isolado, além de injetores de combustível específicos.

Divulgação
Modelo é um dos mais bem avaliados, de acordo com seus proprietários

Essa localização, junto ao pára-lama direito, foi concebida pela Honda para dar mais comodidade (não é preciso abrir o capô) e segurança (a gasolina não fica junto ao motor) ao ocupante. Em termos de dirigibilidade, nada muda. Só se lembra que é um veículo flex caso a nova luzinha que indica o nível baixo de gasolina (menos de 20%) no reservatório se acende.

Divulgação
O subtanque ou, se preferir, reservatório de partida a frio: 0,7 litro

Seu desempenho é adequado para o porte do veículo. São 80 cv (cavalos) com gasolina e 83 cv com álcool. A versão LX já é bem completa – vem com airbag para o motorista, ar-condicionado, direção elétrica, aviso luminoso de faróis acesos, vidros e travas elétricos e coluna de direção ajustável em altura. Custa R$ 46.575. A versão flex top de linha (LXL) sai por R$ 50.405.

Divulgação
Duas diferenças em relação à versão gasolina: abertura do reservatório...

Assim como o Civic, seu “irmão maior”, o Fit é um dos maiores sucessos da indústria automobilística nacional dos últimos anos. Não é à toa que a Honda chegou, na primeira quinzena de abril, à quinta colocação em fatia de mercado. Enquanto o Civic é uma coqueluche entre os sedãs médios, o Fit é um dos mais bem avaliados veículos, segundo seus próprios donos.

Divulgação
...e luz que indica no painel menos de 20% da capacidade do subtanque

Resta esperar que a produção da fábrica de Sumaré cresça a ponto de atender à demanda. Hoje a espera por um Fit ultrapassa o prazo de um mês. Vale lembrar que o consumidor que optar pela versão flex não terá à disposição o câmbio CVT (Continuously Variable Transmission), que realiza constantemente a escolha da melhor relação de marcha).

 

FICHA TÉCNICA
Honda Fit Flex

Motor: dianteiro, transversal,
quatro cilindros em linha, oito válvulas, bicombustível, 1.339 cm³ de cilindrada

Potência: 80 cv (g) a 83 cv (a)
a 5.700 rpm

Torque: 11,8 kgfm (g) a 12,2 kgfm (a) a 2.800 rpm
Direção: elétrica
Câmbio: manual, de cinco velocidades
Suspensão: dianteira independente tipo McPherson; traseira com barra
de torção
Freios: a disco na dianteira e
a tambor na traseira
Dimensões: 3,83 m de comprimento; 1,68 m de largura; 1,53 m de altura; 2,45 m de entreeixos
Peso: 1.056 kg
Tanque: 42 litros
Porta-malas: 380 litros
Preços: R$ 
46.575 (LX) e
R$ 50.405
(LXL)


Publicado em 23/04/2007

voltar
© Carpress - Todos os direitos reservados
proibida a reproduo de contedo deste site em qualquer meio de comunicao, impresso ou eletrnico, sem autorizao por escrito
Desenvolvido por ADR Web