Baixe o aplicativo  INTERPRESS MOTOR para seu iPhone / iPad Adicionar aos favoritos Recomende a um amigo Faça deste site sua página inicial
Lançamento
Opinião
Reportagem
Galeria de fotos
Notícias
Blog do Luís Perez
Manutenção
Vídeos
Caminhões e ônibus



Papel de parede
Jogos

Shopping









NOTÍCIAS
18/06/2008 - 11h20 Bookmark and Share
HERMANOS
Fábricas argentinas têm de levar peças de avião
Bloqueios nas estradas chegam a paralisar produção de algumas marcas
por LUÍS PEREZ, de Buenos Aires

A indústria automotiva argentina começa a sentir os efeitos dos bloqueios nas estradas do país, realizados por membros do setor agropecuário em protesto ao aumento de impostos sobre as exportações de grãos, ocorrido por decreto em 10 de março. A crise chegou nos últimos dias a paralisar, em alguns momentos, a produção de automóveis – boa parte dos modelos afetados é exportada para o Brasil.

A solução encontrada pelos fabricantes para contornar o problema foi simplesmente transportar peças de avião. Interpress Motor visitou a fábrica da PSA Peugeot Citroën, em Palomar (cidade da Grande Buenos Aires), e questionou se o custo de levar peças de avião não era muito alto.

"Sim, há custos. Mas os custos seriam maiores se deixássemos de produzir automóveis", afirma Carlos A. González Fernández, diretor de comunicações e responsável pelas relações institucionais do grupo PSA na Argentina. Segundo ele, a empresa lançou mão de aviões Hércules para transportar peças a fim de não prejudicar ainda mais a produção de veículos.

Linha de montagem da PSA na Argentina - foto Luís Perez
Linha de montagem do grupo PSA em Palomar, na Argentina

Trabalhando com força total – o terceiro turno foi iniciado em 1º de outubro do ano passado –, a planta da PSA (onde se fabricam, por exemplo, o Citroën C4 Pallas e o Peugeot 307) é testemunha de um momento inusitado. Enquanto na Argentina o clima é de apreensão (o mercado cresce, mas há uma expectativa de retração na demanda), o Brasil, maior cliente das montadoras argentinas, continua ávido por automóveis zero-quilômetro.

Busca por bens duráveis

Curioso é que a crise, que provoca a escassez de uma série de produtos básicos, como combustíveis e medicamentos, provoca uma corrida a bens duráveis – imóveis, dólares e automóveis. Ou seja, vendem-se mais veículos do que em condições normais, mas não há pesquisas que demonstrem o quanto. Afinal, ninguém pergunta ao comprador se ele está levando o carro para casa para não deixar o dinheiro no banco.

Teme-se ainda uma queda no turismo. O peso barato ainda ajuda muito. Mas a inflação de 8,5% divulgada pelo governo para este ano é considerada, de forma generalizada, "uma ficção". Sim, os preços sobem a olhos vistos. Segundo institutos independentes, a realidade seria algo em torno dos 25%. Ou seja, apesar do câmbio favorável, as coisas estão mais caras também para os visitantes (e o que mais se vê são justamente brasileiros). Há quem compare o momento com a crise de 2001 e 2002. É um evidente exagero.

A expectativa de crescimento no mercado interno de automóveis na Argentina é de 10,45%, passando de 534.159 unidades no ano passado para cerca de 590 mil neste ano. Em 2002, no fundo do poço, os argentinos compraram 94.246 carros – os mesmos níveis registrados nos anos 60. Há dez anos, esse número foi de 450.244.

A virada começou em 2003, quando a empresa francesa anunciou investimentos para produzir o médio 307, na época um modelo extremamente moderno. "O presidente era Eduardo Duhalde, que não podia acreditar", conta Fernández. Agora a expectativa é o que vai acontecer quando a crise do governo com o campo terminar. O impasse pode ter entrado na reta final com o anúncio da presidente Cristina Kirchner, ontem, na Casa Rosada, de que enviará o tema para ser analisado pelo Congresso.

leia mais LEIA TAMBÉM: Golf ganha motor 2.0 flex e nova versão GT.

leia mais Alta Roda, por Fernando Calmon: Até onde vai o gás?

leia mais C4 Pallas com faróis de xenônio por R$ 3.500.

leia mais Honda investe R$ 130 mi em fábrica de motores.

leia mais Kia registra no Brasil "12 meses em 5".

leia mais Avaliamos o Kia Picanto.

leia mais Vendas caem em maio; confira ranking.

leia mais Já avaliamos a nova Palio Weekend.

leia mais Palio Adventure Locker chega por R$ 53.850.

leia mais Sem novo Gol, VW apresenta linha 2009.

leia mais Carro mais caro do país tem fila de espera.

leia mais Chega ao fim teste de longa duração do C4 Pallas.

Vote Vote na página da enquete.

Galeria de fotos Confira belas imagens de carros na galeria de fotos.

leia mais Sonho de ter um Mercedes Classe C está mais perto.

leia mais Renault-Nissan terá elétrico também na Dinamarca. 

leia mais Avaliamos a VW Jetta Variant.

leia mais Confira como vai ficar o novo Honda Fit.

leia mais Avaliação do Golf 2.0 Tiptronic.

leia mais Dirigimos o Renault Logan 1.6 8V Hi-Torque. 

leia mais GM anuncia importação do Captiva Sport. 

leia mais Dacia lança picape Logan na Romênia.

leia mais Quer um carrão no seu micro? Clique aqui

leia mais Seja parceiro comercial de Interpress Motor em 2008. Clique aqui e solicite sua proposta.

leia mais Fique por dentro dos últimos lançamentos clicando aqui.

leia mais Compare preços no Shopping Interpress Motor antes de comprar.

leia mais Quer receber o boletim de Interpress Motor? Cadastre-se aqui.


voltar
Carpress | Shopping | Expediente
© 2006-2014 Carpress - Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução de conteúdo deste site em qualquer meio
de comunicação, impresso ou eletrônico, sem autorização por escrito
Desenvolvido por AD&R Web