Baixe o aplicativo  INTERPRESS MOTOR para seu iPhone / iPad Adicionar aos favoritos Recomende a um amigo Faça deste site sua página inicial
Lançamento
Opinião
Reportagem
Galeria de fotos
Notícias
Blog do Luís Perez
Manutenção
Vídeos
Caminhões e ônibus



Papel de parede
Jogos

Shopping









MANUTENÇÃO
26/04/2012 - 13h15 Bookmark and Share
FAZENDO ÁGUA
Líquido de arrefecimento deixa muito carro na rua
Falta de líquido ou sua deterioração pode provocar sérios danos ao motor
da Redação
Com as altas temperaturas, alguns cuidados são necessários para prevenir danos e gastos desnecessários com os veículos. Com medidas simples e manutenção periódica nos veículos é possível evitar dores de cabeça durante a viagem. Uma das partes do motor que merecem atenção dos motoristas é o sistema de arrefecimento, que controla a temperatura do motor.

Inspeções gratuitas, realizadas em 2.000 veículos, revelaram que 44% deles apresentaram problemas no sistema de arrefecimento (a famosa água do radiador), de acordo com dados do GMA (Grupo de Manutenção Automotiva). “O motor do veículo gera calor devido a queima da mistura ar e combustível”, diz o supervisor de serviços da Nakata, Jair Silva.

"Para controlar o excesso de calor, existe o sistema de arrefecimento que é composto por diversos componentes que operam interligados, entre eles, líquido de arrefecimento, válvula termostática, mangueiras, ventoinha, interruptor térmico, bomba d’água, sensor de temperatura. O líquido de arrefecimento, mistura de água e aditivo promove o resfriamento do motor e deve ser mantido sempre no nível indicado no reservatório", afirma.

Segundo o técnico, para ter maior durabilidade, economia de combustível, menor desgaste das partes móveis do motor e emitir menos poluentes, o sistema de arrefecimento deve estar sempre em perfeitas condições de funcionamento. "É comum observar carros parados no acostamento com o capô aberto e fumaça saindo do motor por falta de manutenção preventiva nesse sistema."

Todas as peças são fundamentais para que o sistema funcione adequadamente. Cada uma tem sua importância dentro do sistema, daí a necessidade da prevenção.

O motorista deve estar sempre atento a qualquer anormalidade sob o risco de provocar graves danos ao motor. "A falta de líquido ou esse líquido deteriorado podem causar danos ao motor, causando prejuízo considerável ao proprietário do veículo", advertiu.

Fabricantes recomendam a checagem do nível de arrefecimento uma vez por semana, realizar a troca a cada 30 mil quilômetros ou uma vez por ano, enquanto as outras peças devem ser revisadas anualmente. Lembrando que a inspeção do sistema de arrefecimento precisa ser feita sempre por pessoas habilitadas e com o carro frio, pois as altas temperaturas podem ocasionar queimaduras na pessoa que estiver fazendo a revisão.


voltar
Carpress | Shopping | Expediente
© 2006-2014 Carpress - Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução de conteúdo deste site em qualquer meio
de comunicação, impresso ou eletrônico, sem autorização por escrito
Desenvolvido por AD&R Web