Baixe o aplicativo  INTERPRESS MOTOR para seu iPhone / iPad Adicionar aos favoritos Recomende a um amigo Faça deste site sua página inicial
Lançamento
Opinião
Reportagem
Galeria de fotos
Notícias
Blog do Luís Perez
Manutenção
Vídeos
Caminhões e ônibus



Papel de parede
Jogos

Shopping









LANÇAMENTO
05/05/2010 - 12h30 Bookmark and Share
PEQUENO NOTÁVEL
Novo Uno chega para trazer mais inclusão
Sucesso da Fiat ganha nova geração, com preços entre R$ 25.550 e R$ 31.870
por LUÍS PEREZ, enviado especial a Mata de São João (BA)
Sem nenhuma falsa modéstia, a Fiat lança uma nova geração do Uno. Isso porque, logo nas primeiras linhas do material de divulgação distribuído à imprensa especializada, presente à convenção do produto, na Bahia, a marca diz que o pequeno chega para "redefinir o segmento dos automóveis compactos". Pelo histórico da Fiat no Brasil, não se pode duvidar.

Completamente renovado, o modelo chega com duas novas motorizações, a Fire 1.0 Evo, de 73 cv (cavalos) com gasolina a 75 cv com álcool, e a Fire 1.4 Evo, de 85 cv a 88 cv. As versões disponíveis, com seus respectivos preços, são: Vivace 1.0 (R$ 25.550 com duas portas e R$ 27.350 com quatro portas), Attractive 1.4 (R$ 29.280 com duas portas e R$ 31.080 com quatro portas), Way 1.0 (R$ 26.690 com duas portas e R$ 28.490 com quatro portas) e Way 1.4 (R$ 30.070 com duas portas e R$ 31.870 com quatro portas).

Os novos motores incluem uma série de tecnologias a fim de baixar o consumo de combustível e o nível de emissões. No fim das contas, esses benefícios também significam economia para o bolso – uma qualidade das mais apreciadas para o consumidor do modelo.

Fiat Uno - foto Divulgação

Fiat Uno - foto Divulgação
O novo Fiat Uno, na versão Attractive, que traz motor 1.4

Galeria de fotos Veja mais imagens na galeria.

Mas o primeiro ponto que chama a atenção no Uno é seu design, elaborado em conjunto pelo Centro Estilo Fiat para América Latina e pelo Centro Estilo Fiat da Itália, que ouviram muitos consumidores para chegar ao resultado final, que teria de transmitir as sensações de robustez, confiabilidade e economia.

Quem não se lembra como estava à frente de seu tempo a tal "botinha ortopédica" lançada nos anos 80? Pois a bola da vez agora é o quadrado (vide modelos como Citroën C3 Picasso, o nosso Aircross, e o Kia Soul). No caso do novo Uno, um quadrado com pontas arredondadas (o "round square"), presente até nas caixas de roda.

OK, como no caso da propaganda do Soul, a Fiat bem que podia afirmar que o novo Uno é tão diferente que não se enquadra em nenhuma categoria. Mas a imaginação dos marqueteiros da empresa ítalo-mineira não foi tão longe. A Fiat define o Uno como um hatchback, successor (embora ainda mantenha em linha a versão Mille do Uno…) do modelo que inaugurou o segmento dos 1.0 no país, em 1990.

Fiat Uno - foto Divulgação

Fiat Uno - foto Divulgação
No alto, uma das opções de painel; acima, interior do novo carro

O novo Uno pode vir equipado com os vários itens tecnológicos de conforto e segurança que os veículos modernos têm direito – direção hidráulica, ar-condicionado e rádio MP3 player com Bluetooth, viva-voz e conexão USB, além de airbag frontal e freios com sistema ABS (antitravamento). Há ainda outra novidade, o para-brisa térmico, que leva até três minutos para desembaçar o para-brisa por completo, desativando a função ao final da operação.

Não se engane. Ainda não é desta vez que airbag e ABS serão oferecidos como itens de série. Mesmo ar-condicionado e direção hidráulica são oferecidos apenas como opcionais, nunca como de série. Ainda assim, como veremos mais adiante, o novo Uno traz itens incomuns para o segmento, evocando uma certa inclusão para quem adquirir o modelo como ele se propõe – um carro de entrada.

A versão de entrada (Vivace 1.0) chega com econômetro (indicador de consumo instantâneo que "ensina" ao motorista a forma mais econômica de dirigir), relógio digital, hodômetros digitais total e parcial, brake-light de seis LEDs, Fiat Code, espelho de cortesia do lado do passageiro, bolsa porta-objetos nas portas dianteiras, ganchos para retenção de carga, quadro de instrumentos com iluminação branca, tomada de 12 volts, revestimento interno completo do porta-malas, luz-espia de manutenção programada, apoios para cabeça traseiros rebaixados com regulagem de altura, banco traseiro rebatível com duas posições para o encosto, indicador digital de temperatura da água e calotas integrais, entre outros.

Entre os opcionais, há para-brisa térmico, direção hidráulica, ar-condicionado com para-brisa degradê, airbags para motorista e passageiro e cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador, ABS nos freios com EBD, cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura, rodas em liga-leve, rádio MP3 player, com opção de Bluetooth. viva-voz, USB, predisposição para iPod, travas elétricas, vidros elétricos dianteiros, faróis de neblina, vidro traseiro térmico temporizado com limpador e lavador, console no teto, porta-óculos, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do reservatório de combustível, banco do motorista com regulagem de altura, terceiro apoio cabeça no banco traseiro e volante com regulagem de altura.

Fiat Uno - foto Divulgação

Fiat Uno - foto Divulgação
Versão Way: espírito aventureiro; na foto com tatuagem tribal

A versão Way 1.0 enfatiza um espírito mais aventureiro, com direito a barra longitudinal no teto, porta-luvas iluminado, conta-giros, faróis com máscara negra, lanternas traseiras fumê, suspensão elevada, tecidos de revestimento exclusivos, revestimento preto nas colunas das portas, anéis estéticos na grade dianteira, frisos laterais das portas com inscrição Way, detalhes estéticos nos para-choques dianteiro e traseiro e molduras nas caixas de roda. Seus opcionais são iguais aos da verão Vivace 1.0.

A verão Attractive 1.4 traz os equipamentos de série da Vivace (menos o econômetro), entre outros itens, como cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura e laterais traseiros retráteis de três pontos, conta-giros, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do reservatório de combustível, console de teto, console central longo (dois porta-copos e porta-objetos), espelho de cortesia do lado do motorista, limpador e lavador do vidro traseiro com intermitência, porta-óculos, retrovisores externos com comando interno mecânico, alças de segurança traseiras, vidro traseiro térmico temporizado, volante com regulagem de altura, revestimento preto das colunas das portas, para-choques, maçanetas das portas e espelhos retrovisores na cor da carroceria, soleiras dianteiras e traseiras, apoia-pé e frisos laterais nas portas.

São opcionais para-brisa térmico, direção hidráulica, ar-condicionado, para-brisa degradê, airbags para motorista e passageiro, cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador, ABS nos freios, faróis de neblina, rodas de liga-leve, rádio MP3 player, com opção de Bluetooth, viva-voz, USB, predisposição para iPod, travas elétricas e vidros elétricos dianteiros e banco do motorista com regulagem de altura.

Por fim, a versão top (Way 1.4) traz os equipamentos de série da versão Way 1.0 e itens como pneus de uso misto, cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura e laterias traseiros retráteis, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do reservatório de combustível, console de teto, console central longo (com dois porta-copos e porta-objetos), espelho de cortesia do lado do motorista, limpador e lavador do vidro traseiro com intermitência, porta-óculos, retrovisores externos com comando interno mecânico, soleiras dianteiras e traseiras, vidro traseiro térmico temporizado, volante com regulagem de altura, alças de segurança traseiras e apoio para os pés. A lista de opcionais da versão é igual à da versão Attractive.

Cor de canetinha

Logo de início, o consumidor poderá escolher entre 14 cores, algumas bem chamativas, como a amarelo Citrus (lembra as famosas canetinhas fluorescents). As novidades, além desse amarelo, são a azul Splash (as duas são exclusivas para as versões Vivace e Attractive) e verde Box (somente para as versões Way).

Se por fora o Uno é o império dos quadrados, dentro prevalecem as formas arredondadas. Seu painel vem com o que a marca chama de tecnologia “insert molding”, um filme estampado e injetado conjuntamente ao componente plástico, item de série nas versões Attractive e Way e opcional na Vivace. O recurso propicia a criação de elementos gráficos variados, coloridos e decorativos no painel, diferenciando as versões do carro, além de permitir ao dono de um novo Fiat Uno personalizá-lo com um dos muitos desenhos oferecidos como acessórios pela montadora.

Os padrões e texturas de outras partes do painel também inovam. Olhando de perto, veem-se infinitos pequenos quadrados – também de cantos arredondados. O acabamento é superior em relação a veículos do mesmo segmento. Os mostradores seguem no design circular, com display iluminado por LEDs brancos.

Os revestimentos dos bancos têm um tecido próprio dependendo da versão – pode ser tear, malha, veludo ou uma combinação de tecnologias –, presentes também nos painéis das portas. Segundo a Fiat, a razão de ser de um interior mais aconchegante está no fato de, em razão dos imensos congestionamentos, o carro ter se tornado uma extensão da própria casa.

Os bancos dianteiros trazem espumas e capas com conformação ergonômica – as laterais um pouco ressaltadas, lembrando os bancos de carros esportivos, ajudam a sustentar o corpo – e apoio para cabeça integrado. O ajuste de altura do banco, com curso de 40 milímetros, é acionado por alavanca. O banco traseiro oferece um sistema de travamento que permite a regulagem do ângulo de inclinação em duas posições. No menor (18°) o porta-malas ganha dez litros de volume (por isso varia de 280 litros a 290 litros) e cerca de 30 mm na distância longitudinal. O banco também pode ser totalmente rebatido para aumentar a capacidade de carga.

Também não faltam porta-objetos. São entre 11 e 14, dependendo da versão, dispostos no painel, no console central e até na tampa interna do porta-malas. Não há versão que não tenha tampa no porta-luvas. O console central das versões 1.0 tem dois porta-objetos. Já nas versões 1.4 ele é mais longo e traz três porta-objetos – nas versões 1.0 ele entra como opcional.

Bolsas porta-objetos nos painéis das portas dianteiras são de série em todas as versões. Já as versões 1.4 trazem também porta-óculos sobre a porta do motorista. Outro conteúdo importante é o console de teto – de série nas versões 1.4 e opcional nas 1.0 –, que incorpora um espelho de vigilância do banco traseiro, para monitorar a bagunça dos pequenos no banco de trás.

Impressões

Interpress Motor avaliou modelos com as duas motorizações e pode adiantar que, a confirmar nossas impressões ao dirigir, o carro será muitíssimo bem aceito. Burlamos um pouco o trajeto programado pela Fiat para o test-drive e nos embrenhamos em um centrinho comercial em São João da Mata (BA), próximo ao hotel onde ocorre o lançamento.

Se o sucesso for proporcional à curiosidade que o modelo desperta, a Fiat ultrapassará fácil a meta de comercializar 12 mil unidades mensais do novo Uno. Sua ergonomia é um ponto forte, o carro é estável e o motor responde bem às solicitações do pé direito (incluindo a versão 1.0 em baixas rotações, que cumpre perfeitamente bem seu papel). O nível de ruído é perfeitamente compatível com modelos do segmento.

O acabamento interno é muito bom para veículos do segmento, com destaque para o volante de três raios emborrachado. As saídas de ar apresentam um padrão bastante eficaz. Para reclinar o banco, os comandos não são circulares, como na família Palio, nem por alavanca, como no antigo Uno, que enroscava no cinto. Para reclinar, há comandos em formato de vírgula.

É digno de nota, no design externo, os três gomos que imitam entradas de ar (não verdade não o são...). Qualquer pessoa que sofra de TOC (transtorno obsessivo-compulsivo) acha que está faltando alguma coisa do outro lado. Sim, este repórter sentiu falta disso logo que viu as primeiras fotos do charmoso carrinho. Importante é que seu desempenho não decepciona.

Dados fornecidos pela montadora indicam que as versões 1.0 aceleram de 0 a 100 km/h em 16,8 segundos com gasolina e 15,8 segundos com álcool, chegando a 149 km/h e 151 km/h, respectivamente. Já as 1.4 vão da imobilidade aos 100 km/h em 11,1 segundos e 10,8 segundos, chegando a 170 km/h e 172 km/h, respectivamente.

Em relação a consumo, a versão Vivace equipada com motor 1.0 tem consumo urbano de 15,6 km/l (gasolina) e 10,5 km/l (álcool), enquanto na estrada faz 20,1 km/l (gasolina) e 12,9 km/l (álcool). O motor Fire 1.4 Evo na versão Attractive traz os seguintes números de consumo de combustível: uso urbano, 14,7 km/l (gasolina) e 10,3 km/l (álcool); uso na estrada, 19,4 km/l (gasolina) e 12,8 km/l (álcool).

Personalização

Por fim, o novo Uno também oferece uma série de itens de personalização, tanto de fábrica quanto nas concessionárias. A moda foi inaugurada com o Renault Sandero Stepway e seus tribais… Há uma grande variedade de adesivos, badges e apliques que podem ser inseridos em várias partes do carro: portas, coluna posterior, teto, para-choques, para-lamas, espelhos retrovisores externos, maçanetas, pomo do câmbio, freio de mão e molduras do painel. No caso das de fábrica, a versão Vivace, há os kits Square e Smile; a Attractive tem o Jeans e o Sunny; as Way têm o Tribal e o Steel. Nas autorizadas, é possível instalar os kits WWW, Arabesco e Podium. Vai do gosto do freguês.

O novo Uno oferece garantia de um ano sem limite de quilometragem, com revisões a cada 15 mil quilômetros ou um ano.

FICHAS TÉCNICAS
Novo Fiat Uno 1.0

Motor
: dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, oito válvulas, flex, 999,1 cm³ de cilindrada
Potência: 73 cv (gasolina) a 75 cv (álcool) a 6.250 rpm
Torque: 9,5 kgfm a 9,9 kgfm a 3.850 rpm
Direção: mecânica (hidráulica opcional)
Câmbio: manual, de cinco velocidades
Suspensão: dianteira McPherson com rodas independentes e barra estabilizadora; traseira com eixo de torção e rodas semi-independentes
Freios: a disco na dianteira e a tambor na traseira
Dimensões: 3,77 m de comprimento; 1,66 m de largura; 1,55 m de altura; 2,38 m de entreeixos
Peso: 920 kg
Tanque: 48 litros
Porta-malas: 280 litros (290 litros com regulagem de inclinação dos bancos traseiros)
Preços: R$ 25.550 (Vivace duas portas), R$ 27.350 (Vivace quatro portas), R$ 26.690 (Way duas portas) e R$ 28.490 (Way quatro portas)

Novo Fiat Uno 1.4

Motor
: dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, oito válvulas, flex, 1.368,3 cm³ de cilindrada
Potência: 85 cv (gasolina) a 88 cv (álcool) a 5.750 rpm
Torque: 12,4 kgfm a 12,5 kgfm a 3.500 rpm
Direção: mecânica (hidráulica opcional)
Câmbio: manual, de cinco velocidades
Suspensão: dianteira McPherson com rodas independentes e barra estabilizadora; traseira com eixo de torção e rodas semi-independentes
Freios: a disco na dianteira e a tambor na traseira
Dimensões: 3,77 m de comprimento; 1,66 m de largura; 1,56 m de altura; 2,38 m de entreeixos
Peso: 940 kg
Tanque: 48 litros
Porta-malas: 280 litros (290 litros com regulagem de inclinação dos bancos traseiros)
Preços: R$ 29.280 (Attractive duas portas), R$ 31.080 (Attractive quatro portas), R$ 30.070 (Way duas portas) e R$ R$ 31.870 (Way quatro portas)

O jornalista Luís Perez viaja a convite da Fiat


voltar
Carpress | Shopping | Expediente
© 2006-2014 Carpress - Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução de conteúdo deste site em qualquer meio
de comunicação, impresso ou eletrônico, sem autorização por escrito
Desenvolvido por AD&R Web