Baixe o aplicativo  INTERPRESS MOTOR para seu iPhone / iPad Adicionar aos favoritos Recomende a um amigo Faça deste site sua página inicial
Lançamento
Opinião
Reportagem
Galeria de fotos
Notícias
Blog do Luís Perez
Manutenção
Vídeos
Caminhões e ônibus



Papel de parede
Jogos

Shopping









LANÇAMENTO
17/12/2008 - 12h20 Bookmark and Share
AVALIAÇÃO
Inspirado na F-1, SLK 200 é diversão garantida
Roadster da Mercedes-Benz ganhou 21 cv e ficou mais barato com redução do IPI
por LUÍS PEREZ

Muitas pessoas dizem gostar da sensação de dirigir um carro alto, como um grande utilitário esportivo ou uma minivan. Mas muito divertido também é conduzir um esportivo baixinho, grudado no chão. É o caso do Mercedes-Benz SLK 200 Kompressor, um roadster que chega ao Brasil em nova geração na versão 2009.

Com inspiração nos modelos de Fórmula 1, muito semelhante também ao cobiçadíssimo SLR McLaren, o modelo recebeu novos faróis esportivos, pára-choque dianteiro com visual renovado e capô em formato de "V" ainda mais pronunciado, que culmina na estrela da marca sobre a grade frontal.

Mercedes-Benz SLK 200 Kompressor - foto Roberto Assunção

Mercedes-Benz SLK 200 Kompressor - foto Roberto Assunção
O Mercedes-Benz SLK 200 Kompressor, que custa R$ 204.100

Galeria de fotos Confira 33 fotos do modelo na galeria de fotos.

Na traseira, há novas saídas de escapamento em forma de trapézio e lanternas escurecidas, inspiradas pela divisão esportiva AMG. Além disso, o carro traz agora retrovisores externos maiores com setas direcionais tipo LED, em forma de flecha. Rodas de liga leve com novo design completam o pacote de mudanças externas.

O interior também traz algumas modificações, como o novo volante esportivo de três raios com botões multifuncionais e o painel de instrumentos com contornos cromados. Outra novidade é a mais recente geração do sistema de áudio com sistema viva-voz via Bluetooth integrado, além de uma nova interface de mídia no porta-luvas que permite que aparelhos móveis, como tocadores de MP3 portáteis, sejam totalmente integrados ao aparelho de som e operados pelo painel de controle.

Entre os equipamentos de série, também estão airbags dianteiros de dois estágios e laterais, ar-condicionado Thermatic, assentos com ajuste elétrico, memória e aquecimento, coluna de direção ajustável eletricamente, faróis com lâmpadas bixenônio, retrovisor interno e externo esquerdo anti-ofuscante automático, sensor de chuva, controlador e limitador de velocidade.

Mercedes-Benz SLK 200 Kompressor - foto Roberto Assunção
Em apenas 22 segundos, o conversível vira um atraente cupê

No Brasil são oferecidas três versões do SLK: 200 Kompressor, 350 e 55 AMG. Interpress Motor avaliou a primeira delas, com motor 1.8 sobrealimentado por compressor volumétrico, que também recebeu ajustes nessa nova geração. A potência, por exemplo, ganhou 21 cv (cavalos), ficando agora com 184 cv a 5.500 rpm. Já o torque (força) também cresceu levemente para 25,5 kgfm (1,2 kgfm a mais).

Uma preocupação recorrente hoje em dia dia respeito aos níveis de emissão de poluentes. No roadster (conversível de dois lugares), esse valor é de 182 g de CO2 por quilômetro rodado. De acordo com a fábrica alemã, o carro atinge velocidade máxima de 232 km/h e acelera de 0 a 100 km/h em menos de 8 segundos. O consumo na cidade é de 8,4 km/l e na estrada, de 16,1 km/l (um tanto econômico, dada sua esportividade, pelo que se pôde notar em uma viagem entre São Paulo e a cidade de Itu).

Dados técnicos a parte, o que interessa mesmo é como o carro se comporta na pista. Em primeiro lugar, é preciso destacar os programas eletrônicos de funcionamento da transmissão automática seqüencial de cinco velocidades: C (Comfort), S (Sport) e M (Manual).

O primeiro modo, Comfort, foi o único que não fez tanto sucesso. Isso porque o motor demora a responder às investidas do motorista, algo que não condiz com a agilidade esperada de um esportivo. Já os modos Sport e Manual oferecem uma condução bastante agradável. Na modalidade "S" o veículo fica bem espertinho, com rotações mais altas e firmeza no volante. Na "M", quem está atrás do volante escolhe a melhor hora de trocar de marcha de acordo com suas preferências. As mudanças de marcha podem ainda ser feitas na alavanca de câmbio ou por meio de borboletas localizadas atrás do volante.

Mercedes-Benz SLK 200 Kompressor - foto Roberto Assunção
Interior do modelo ficou mais bonito, com contornos cromados

A dirigibilidade também foi aprimorada em termos de precisão graças ao novo sistema "direct-steer", com assistência variável que opera de forma mecânica, capaz de combinar agilidade e segurança em estradas sinuosas com leveza nas manobras de estacionamento, além de ganhar agilidade no percurso urbano. O único problema é que, por ser mais baixo, o roadster sofre em vias acidentadas, então um buraco mais profundo (o que não é difícil encontrar no Brasil) pode ser complicado.

Designado para apenas dois ocupantes, o esportivo impressiona pelo extremo conforto e espaço internos, além de vir com um charme extra: a capota rígida removível, cujo funcionamento completo leva 22 segundos, tanto para abrir quanto para fechar. Além disso, o porta-malas tem até uma capacidade razoável: são 300 litros com o teto fechado e 208 litros com a capota recolhida, espaço suficiente para duas malas médias ou para as compras do mês no supermercado (sim, fizemos este teste...).

Para quem pretende adquirir um, segue uma boa notícia: com a redução das alíquotas de IPI de 13% para 6,5% para carros com motores até 2.0, o preço do modelo foi reduzido de R$ 218 mil para R$ 204.100. As outras versões, por terem motores mais potentes, continuam com o mesmo valor: R$ 275 mil para a 350 e US$ 187.500 para a 55 AMG (a Mercedes trabalha atualmente com o dólar a R$ 1,99).

Com todos esses atributos, o SLK reúne qualidades suficientes não apenas para torná-lo um automóvel "cult" para ser exibido por aí (e alguns engraçadinhos de plantão chegam a pedir para assistir ao recolhimento da capota), e sim para ser reconhecido como um autêntico esportivo.

FICHA TÉCNICA
Mercedes-Benz SLK 200 Kompressor
Motor: dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, gasolina, 1.796 cm³ de cilindrada
Potência: 184 cv a 5.500 rpm
Torque: 25,5 kgfm a 2.800 rpm
Direção: direct-steer, de assistência variável
Câmbio: automático, de cinco velocidades, com opção de trocas seqüenciais
Suspensão: dianteira independente, três braços, molas helicoidais, amortecedores a gás e com barra estabilizadora; traseira independente multilink com molas helicoidais, amortecedores a gás e barra estabilizadora
Freios: a disco na as quatro rodas (ventilados na dianteira e sólidos na traseira), com ABS (antitravamento), EBD (distribuição eletrônica da força de frenagem), ASR (controle de tração) e Brake Assist (sistema  auxiliar de frenagem)
Dimensões: 4,10 m de comprimento; 1,77 m de largura; 1,29 m de altura; 2,43 m de entreeixos

Peso: 1.390 kg

Tanque: 70 litros

Porta-malas: 300 litros (208 litros com a capota recolhida)
Preço: R$ 204.100


voltar
Carpress | Shopping | Expediente
© 2006-2014 Carpress - Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução de conteúdo deste site em qualquer meio
de comunicação, impresso ou eletrônico, sem autorização por escrito
Desenvolvido por AD&R Web