Baixe o aplicativo  INTERPRESS MOTOR para seu iPhone / iPad Adicionar aos favoritos Recomende a um amigo Faça deste site sua página inicial
Lançamento
Opinião
Reportagem
Galeria de fotos
Notícias
Blog do Luís Perez
Manutenção
Vídeos
Caminhões e ônibus



Papel de parede
Jogos

Shopping









LANÇAMENTO
15/08/2008 - 16h29 Bookmark and Share
AVALIAÇÃO
Multifuncionalidade é marca do Dodge Journey
Crossover de sete lugares da Dodge chega recheado de tecnologia por R$ 98.900
por LUÍS PEREZ, enviado especial a Campos do Jordão (SP)

Versatilidade de minivan, dirigibilidade de um sedã e robustez de utilitário esportivo. Assim é o crossover Dodge Journey, de sete lugares (ou 5+2, como define a empresa), que oferece bom espaço para passageiros e para bagagem, além de uma série de conveniências (sobretudo para famílias com crianças), tecnologias inovadoras e muita segurança embarcada.

Para começar, o modelo traz dez airbags – dianteiros de múltiplos estágios para motorista e passageiro, laterais dianteiros montados nos assentos e laterais de três fileiras tipo cortina. Sem falar no pacote de segurança, que inclui freios com sistema ABS (antitravamento) nas quatro rodas, ESP (controle de estabilidade), programa eletrônico anticapotamento e monitoramento de pressão dos pneus (o alerta aparece no quadro de instrumentos).

Dodge Journey - foto Divulgação
O crossover Dodge Journey, que acaba de ser lançado no Brasil

Galeria de fotos Confira mais imagens do modelo na galeria de fotos.

Com comercialização iniciada nos EUA no primeiro trimestre deste ano, o modelo já está chegando a outros mercados globais. No Brasil desembarca com um preço extremamente competitivo: R$ 98.900. Pelo que oferece, é bem em conta, perto de outros veículos que foram lançados neste ano, com preço igual ou pouco inferior.

Construído sobre a plataforma global do segmento D (a mesma da Grand Caravan), o Journey é feito na mesma fábrica de Toluca (México) de onde sai o Chrysler PT Cruiser. Foi concebido para agradar a diversos perfis de clientes – jovens solteiros, casais e famílias com crianças pequenas ou com filhos adolescentes.

Por fora o design é contemporâneo e transmite esportividade. As linhas generosas e a cintura alta não dão impressão de minivan nem de automóvel que possa receber qualquer tipo de rótulo – como "carro para a mãe levar os filhos à escola". Nada disso. A dianteira exibe linhas fluidas com o tradicional logotipo da Dodge na grade frontal. A traseira tem lanternas grandes que, com dois elementos translúcidos horizontais, invadem a tampa.

Dodge Journey - foto Pedro Bicudo/Divulgação
Modelo durante test-drive de lançamento até Campos do Jordão (SP)

Por dentro chama a atenção o revestimento dos bancos em tecido YES Essentials, resistente a manchas, odores e anti-estático. O painel pode ser definido simplesmente como funcional, com o console central em aço escovado e mostradores com um verde leve e ponteiros brancos. O computador de bordo é manuseado pelo pino esquerdo junto ao mostrador – bem que poderia ter, como em outros modelos, comandos na alavanca de seta ou do limpador.

O freio de estacionamento é no pé esquerdo, liberando espaço no centro, que abriga o câmbio automático Autostick de seis velocidades. Ainda sobre o painel: no porta-luvas há um recipiente para armazenar bebidas geladas (batizado de Chill Zone), capaz de comportar duas latas de refrigerante, que pode gelar pelo sistema de ar-condicionado.

Por falar em latinhas, no piso atrás do assentos da fileira dianteira do Journey há dois porta-objetos (pequenas caixas) com capacidade para 12 latas de refrigerante, além de outros itens. Uma verdadeira passagem secreta... Esses porta-objetos têm tampas com fecho e revestimentos removíveis e laváveis. Por fim há mais um porta-objetos traseiro de piso, atrás da terceira fileira de bancos. Uma porta em seu fundo dá acesso ao compartimento de armazenamento de ferramentas e macaco.

Dodge Journey - foto Pedro Bicudo/Divulgação
Linha de cintura alta transmite sensação de esportividade

Também é possível armazenar objetos embaixo do assento dianteiro, com o sistema Flip'N Stow, com o qual é possível deslocar o assento do passageiro dianteiro para a frente a fim de revelar um grande recipiente de 273 x 222 milímetros, o suficiente para colocar bolsa, guarda-chuva, agenda ou fones de ouvido. O assento tem dobradiças, e quando deslocado para frente, proporciona acesso ao recipiente. Para facilitar a entrada e a saída para os bancos de trás, as portas traseiras do Journey abre em 90 graus.

Na segunda fileira, o crossover traz assentos "tipo teatro", o que oferece aos passageiros na segunda e na terceira fileiras melhor visão para fora do veículo. A segunda fileira é 40 mm mais alta que a primeira fileira, enquanto a terceira está 17 mm mais alta do que a segunda fileira e 57 mm mais alta que os assentos da primeira. Dentro do carro há ainda luzes de leitura tipo LED, parecidas com as de avião. Ah, são dignas de nota ainda as saídas de ar no teto! Isso sem falar dos porta-copos iluminados, que brilham em azul esverdeado para fácil acesso no escuro.

O porta-malas tem capacidade de 758 litros (do piso ao teto, com a terceira fileira rebatida). No compartimento há ainda uma providencial lanterna, caso seja necessária uma luz para trocar o pneu (o estepe está na parte traseira do assoalho), fazer algum reparou ou encontrar um objeto.

Dodge Journey - foto Divulgação
Porta-objetos no assoalho à frente da segunda fileira de bancos

Avaliado por Interpress Motor em um percurso elaborado pela Dodge entre Guarulhos e Campos do Jordão (SP), o modelo se mostrou extremamente confortável, o que pode ser atribuído à suspensão dianteira independente tipo MacPherson e traseira multilink. Elementos transversais da suspensão dianteira e traseira são isolados na carroceria para absorver melhor ruídos, vibrações e aspereza. Conseguiu.

Sua agilidade nas ultrapassagens também não fica atrás. Afinal o motor é um 2.7 V6 (seis cilindros em "V") de 185 cv (cavalos) de potência. Dados fornecidos pela fábrica indicam que a aceleração de 0 a 100 km/h acontece em 10,8 segundos, com velocidade máxima de 182 km/h. Seu consumo urbano é de 6,6 km/l, enquanto o rodoviário fica em 13,1 km/l.

Agora vem a má notícia: o primeiro lote, com 99 unidades, já foi completamente vendido. A marca pediu mais um, com uma centena. Se o mercado continuar de vento em popa, vai faltar carro.

FICHA TÉCNICA
Dodge Journey SXT
Motor: dianteiro, transversal, V6 (seis cilindros em "V"), a gasolina, 2.736 cm³ de cilindrada
Potência: 185 cv a 5.500 rpm
Torque: 26,12 kgfm a 4.000 rpm
Direção: hidráulica
Câmbio: automático Autostick de seis velocidades, com opção de trocas seqüenciais
Suspensão: dianteira independente tipo McPherson, com barra estabilizadora; traseira multilink independente com barra estabilizadora e amortecedores pressurizados
Freios: a disco nas quatro rodas, com ABS (antitravamento), ESP (controle de estabilidade) e programa anticapotamento
Dimensões: 4,89 m de comprimento; 2,13 m de largura (inclui espelhos); 1,75 m de altura; 2,89 m de entreeixos
Peso: 1.940 kg
Tanque: 89 litros
Porta-malas: 758 litros (com a terceira fileira rebatida) a 1.461 litros (com a segunda e a terceira fileira rebatidas)
Preço: R$ 98.900


voltar
Carpress | Shopping | Expediente
© 2006-2014 Carpress - Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução de conteúdo deste site em qualquer meio
de comunicação, impresso ou eletrônico, sem autorização por escrito
Desenvolvido por AD&R Web