Shopping Interpress
OPINIO
LANAMENTO
REPORTAGEM
BUSCA
FALE CONOSCO
BOLETIM
SHOPPING
INTERBLOG
NOTCIAS








LANÇAMENTO
AVALIAÇÃO
Novo Siena ganha frente própria e motor mais potente
Versão 1.0 do sedã compacto da Fiat é capaz de desenvolver agora até 75 cavalos
por LUÍS PEREZ, de Brasília (DF)

Fiat Siena 2008 - foto Divulgação
Os faróis do novo Fiat Siena são diferentes em relação aos do novo Palio

O Fiat Siena 2008 chega ao mercado a partir de 14 de novembro com um design diferenciado em relação ao novo Palio, lançado em março, mas continua refletindo a tendência estilística batizada de “family feeling” que já pode ser conferida no Palio e no Punto. O sedã compacto da Fiat é o segundo modelo com o novo logotipo vermelho da marca – o primeiro foi o Punto, lançado em agosto – e traz como novidades novos motores 1.0 e 1.4 Flex, mais econômicos (9% no 1.0 e 3% no 1.4, segundo dados do fabricante) e potentes, além de tecnologias como rádio com toca-MP3, WMA, viva-voz com Bluetooth e entradas para USB e iPod.

 

Fiat Siena 2008 - foto Divulgação
Lanterna traseira também mudou; "Lembra Alfa Romeo", diz CEO da Fiat

São quatro versões: ELX 1.0, ELX 1.4, ELX 1.4 Tetrafuel e HLX 1.8 Flex. A maior novidade fica por conta do novo motor 1.0 de 73 cv (cavalos) quando abastecido com gasolina e 75 cv com álcool. A ELX 1.4 vem com o mesmo motor do Punto, ou seja, 85 cv e 86 cv, respectivamente. Interpress Motor experimentou os modelos pelas ruas de Brasília (DF), onde acontece o lançamento e pôde notar um belo progresso no comportamento dinâmico do modelo. Além de a versão “mil” estar mais esperta, o rodar está mais macio. A versão HLX 1.8 tem 112 cv e 114 cv, enquanto a ELX 1.4 Tetrafuel oferece 80 cv (com gasolina), 81 cv (com álcool) e 68 cv (com gás natural veicular).

 

Fiat Siena 2008 - foto Divulgação
Conjunto óptico de dupla parábola e grades que transmitem agressividade

Por fora chamam a atenção os faróis (ovalados e de policarbonato, com uma ligeira saliência na parábola rente à grade) diferenciados em relação ao Palio. A dianteira está mais afilada, e as extremidades ostentam apliques cromados – tudo para que o carro pareça maior, o que de fato acontece. Do canto interno do farol partem ainda dois vincos que seguem até o pára-brisa.

 

Fiat Siena 2008 - foto Divulgação
Modelo vem com detalhes cromados nos pára-choques e no friso lateral

Esse “efeito vinco” ainda aparece percorrendo a lateral até as lanternas traseiras, também totalmente redesenhadas. “A dianteira lembra a Maserati, e a traseira, Alfa Romeo”, diz Cledorvino Belini, presidente da Fiat. Assim o modelo está mais sofisticado do que o Palio, além de trazer uma dose de esportividade. O senão que levantamos é se o brasileiro vai mesmo se habituar a essa quantidade de cromados – muitos torcem o nariz...


Fiat Siena 2008 - foto Divulgação
Preços partem de R$ 33.660 (ELX 1.0) e vão até R$ 44.960 (ELX 1.4 Tetrafuel)

Por dentro o Siena herdou as melhorias já apresentadas no Palio, como novos tecidos de padronagem dos bancos e renovados mostradores analógicos (preferidos pelo público, de acordo com pesquisas), com dados como nível de combustível,  temperatura externa, relógio digital, My Car Fiat e hodômetro digitais. Nas versões EXL Flex, o quadro de fundo preto tem velocímetro no centro, com conta-giros à esquerda e marcador gradual de temperatura da água à direita. Já na versão HLX o quadro de instrumentos traz ainda informações do rádio, de portas abertas, além de mensagens de advertência.

 

Fiat Siena 2008 - foto Divulgação
Painel tem novos grafismos, herdados do novo Palio; logotipo da Fiat é o novo

Entre as versões de entrada, há algumas outras modificações: o botão para ligar e desligar os faróis de neblina migraram para o lado esquerdo, o alerta de advertência fica na parte superior da coluna de direção, o desembaçador do vidro traseiro é acionado por um botão na alavanca da seta (onde em Fiat mais antigos fica a buzina) e os controles do My Car Fiat e do hodômetro foram para a alavanca de acionamento do limpador de pára-brisa.

Fiat Siena 2008 - foto Divulgação
Marcador de combustível, relógio e hodômetro trazem indicações digitais

Como o antigo 1.0 Fire de “cara antiga” continuará à venda (e a Fiat aposta que ele ainda será 60% do mix de vendas), nada mais justo do que equipar o novo Siena desde as versões ELX 1.0 com itens como My Car Fiat, computador de bordo, alerta de limite de velocidade e manutenção, bancos dianteiros com regulagem milimétrica do encosto e porta-revistas na parte traseira do encosto, volante com regulagem de altura, temporizador dos faróis (Follow Me Home), faróis de neblina, brake-light, entre outros itens. Como opcionais, destaque para rádio com toca-MP3, kit viva-voz com Bluetooth, entradas USB e para iPod, ar-condicionado, direção hidráulica, travas elétricas com travamento automático a partir de 20 km/h, volante de couro, além do pacote HSD (High Safety Drive), que inclui airbag para motorista e passageiro e sistema ABS (antitravamento) de freios e custa R$ 2.900. No caso do HLX 1.8, o destaque entre os opcionais é o sidebag. É o único carro do segmento a oferecê-lo.

 


Fiat Siena 2008 - foto Divulgação
Porta-malas do modelo não mudou capacidade, que continua em 500 litros

Os preços do novo Siena partem de R$ 33.660 (ELX 1.0). A versão ELX 1.4 sai por R$ 36.600, enquanto a HLX 1.8 custa R$ 44.850. A ELX Tetrafuel, que leva esse nome porque roda com álcool, gasolina, gás natural e gasolina pura (esta não existe no Brasil, mas em outros países do Mercosul), R$ 44.850. A Fiat espera comercializar 6.000 unidades por mês do Siena, o que não é difícil, pelo crescimento do mercado e pelas melhorias no produto.

O jornalista Luís Perez viajou a convite da Fiat


Publicado em 31/10/2007

voltar
© Carpress - Todos os direitos reservados
proibida a reproduo de contedo deste site em qualquer meio de comunicao, impresso ou eletrnico, sem autorizao por escrito
Desenvolvido por ADR Web