Shopping Interpress
OPINIÃO
LANÇAMENTO
REPORTAGEM
BUSCA
FALE CONOSCO
BOLETIM
SHOPPING
INTERBLOG
NOTÍCIAS








LANÇAMENTO
AVALIAÇÃO
Nas ruas Murano se mostra ousado sem ser extravagante
Estabilidade é o ponto forte do “crossover” com motor 3.5 V6 de 231 cv da Nissan
por LUÍS PEREZ

Luís Perez
O "crossover" Nissan Murano chega na versão top de linha por R$ 220 mil

Murano é um nome que vem de uma localidade ao norte de Veneza, famosa pelos mestres vidraceiros que fazem obras de arte a partir de cristais, em uma tradição que vem do final do século 13. Ainda hoje o trabalho dos artistas de Murano é reconhecido como um dos melhores do mundo.

Luís Perez
Grade frontal exibe seis elementos tubulares; faróis têm desenho ousado

No mundo do automóvel, no entanto, Murano é o modelo com que a Nissan começa a mudar sua história no Brasil. Na falta de definições precisas, pois mistura atributos de utilitário esportivo, cupê e sedã, a marca convencionou a chamá-lo de “crossover” – em uma tradução bem livre, algo como “topa tudo”.

Luís Perez
As lanternas traseiras parecem dar continuidade aos traços dos faróis

Avaliado pela primeira vez nas ruas por Interpress Motor, é quase impossível passar despercebido a bordo do modelo, que traz um design bastante arrojado, mas sem extravagâncias. Há uma generosa entrada de ar, além de uma grade dianteira que exibe seis elementos tubulares alinhados, integrada ao farol de formas geométricas.

Luís Perez
Rodas de liga leve aro 18, de seis raios, reforçam a vocação de esportivo

Na traseira as lanternas também trazem linhas ousadas que parecem ser uma espécie de continuidade dos faróis. Pára-choques, capô e tampa do porta-malas formam um conjunto harmônico, parecendo uma peça única. Duas ponteiras de escapamentos ajudam a compor o caráter esportivo.

Luís Perez
Detalhe da dianteira do modelo; embutido no pára-choque, o lava-faróis

Por dentro não falta espaço. Motorista e passageiros (inclusive os do banco traseiro) se acomodam perfeitamente como se estivessem de fato em um sedã. O desenho do painel faz uso de detalhes prateados, e os mostradores ficam bem à frente do motorista – ah, o volante é muito parecido com o do Pathfinder e reúne comandos do rádio e do toca-CDs, além do controlador de velocidade.

Sua condução é bastante agradável, até para quem não gosta tanto assim de veículos do gênero. Entre suas qualidades está o fato de, ao contrário de muitos utilitários esportivos que rodam por aí, não ser “molengão” nas manobras. Seu motor é um 3.5 V6 (seis cilindros em “V”) de 231 cv (cavalos) de potência e torque (força) de 32,42 kgfm, o suficiente para vencer as ladeiras mais íngremes com desenvoltura.

Divulgação
No interior, detalhes prateados e volante de três raios característico da marca

Ainda no capítulo valentia, o modelo chega com tração integral eletrônica, batizada de All Mode, acionada automaticamente na iminência de derrapagem ou perda de controle. Ao toque de um botão, existe a opção de 4x4 permanente.

Luís Perez
Console com comando circulares do ar, câmbio automático e porta-objetos

Sem dúvida um trunfo no Murano é o conforto proporcionado pela transmissão continuamente variável (esta chamada Xtronic CVT), que faz bem aos ocupantes do modelo – suas trocas suaves evitam sacolejos – e ao bolso – pois otimiza o consumo de combustível.

Quem prefere trocar a marcha “na mão” tem à disposição a opção de câmbio seqüencial a um toque de alavanca. Ainda no console central, há profusão de porta-objetos: são três, de diferentes tamanhos. Os comandos circulares do ar-condicionado também permitem regulagem instintiva.

Luís Perez
Conta-giros, velocímetro, medidor de temperatura e do tanque em peça única

Para prevenir acidentes, há sistema eletrônico ABS (antitravamento) nos freios e EBD (distribuição eletrônica da força de frenagem). Para remediar, airbags – dianteiros e laterais para motorista e passageiro do banco da frente e de cortina para todos os ocupantes. É um veículo ainda raro de ver pelas ruas. Além de ter iniciado as vendas há pouco tempo, chega apenas na versão top de linha, que custa R$ 220 mil. A Nissan espera vender entre oito e dez unidades por mês. Bons motivos não apenas para igualar, mas até mesmo para superar essa marca não faltam.

 

FICHA TÉCNICA
Nissan Murano
Motor: dianteiro, transversal, V6 (seis cilindros em “V”), 24 válvulas,
a gasolina, 3.498 cm³ de cilindrada
Potência: 231 cv a 6.000 rpm
Torque: 32,42 kgfm a 3.600 rpm
Câmbio: automático, de
seis velocidades, com opção de trocas seqüenciais
Suspensão: dianteira independente McPherson, com barra estabilizadora; traseira independente multilink
com barra estabilizadora
Freios: a disco nas quatro rodas, com sistemas ABS (antitravamento)
e EBD (distribuição eletrônica
da força de frenagem)
Dimensões: 4,77 m de comprimento; 1,88 m de largura; 1,71 m de altura; 2,83 m de entreeixos
Peso: 1.875 kg
Tanque: 82 litros
Porta-malas: 480 litros
Preço: R$ 220 mil

 
























è Ã‰ fácil (e não é caro!) anunciar em Interpress Motor. Peça sua proposta.

è Cadastre-se aqui para receber o boletim Interpress Motor.

Publicado em 13/12/2006

voltar
© Carpress - Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução de conteúdo deste site em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico, sem autorização por escrito
Desenvolvido por ADR Web